Hino da Bahia

O Hino da Bahia, como também é chamado o Hino ao Dois de Julho, faz clara alusão ao 2 de julho de 1823 - data maior do estado, quando após as lutas que perduraram desde o ano de 1821, libertou-se do jugo português. Tem sua letra por Ladislau dos Santos Titara e música de José dos Santos Barreto. Uma elogia à Independência da Bahia, o hino baiano por muito tempo não foi oficialmente o hino do estado, tendo esse papel sido comumente desempenhado pelo Hino ao Senhor do Bonfim. Apenas em 20 de abril de 2010 o governador Jaques Wagner sancionou a lei estadual nº 11.901, publicada no Diário Oficial do Estado de 21 de abril de 2010, que o tornou o hino oficial do estado.

Refere-se a batalhas como as de Cabrito e Pirajá nas quais, com o sangue baiano, foi conquistada a independência do estado e consolidada a independência do país.


HINO DO ESTADO DA BAHIA
2 DE JULHO

Música – José dos Santos Barreto
Letra – Ladislau dos Santos Titara

Nasce o sol ao 2 de Julho,
Brilha mais que no primeiro!
É sinal que neste dia
Até o sol, até o sol é brasileiro.
Nunca mais, nunca mais o despotismo
Regerá, regerá nossas ações!
Com tiranos não combinam
Brasileiros, brasileiros corações!
Salve Oh! Rei das campinas
De Cabrito e Pirajá!
Nossa pátria, hoje livre,
Dos tiranos, dos tiranos não será!
Nunca mais, nunca mais o despotismo
Regerá, regerá nossas ações!
Com tiranos não combinam
Brasileiros, brasileiros corações!
Cresce! Oh! Filho de minh’alma
Para a Pátria defender!
O Brasil já tem jurado
Independência, independência ou morrer!
Nunca mais, nunca mais o despotismo
Regerá, regerá nossas ações!
Com tiranos não combinam
Brasileiros, brasileiros corações!
Com tiranos não combinam
Brasileiros, brasileiros corações! (bis)

Fonte: Wikipedia